Fábricas de Cultura


Uma mudança importante acontece agora na periferia de São Paulo.

Milhares de jovens com tempo de sobra. Nenhuma opção cultural para ocupá-lo. Era essa a realidade de inúmeras regiões de São Paulo até 2011, antes da introdução das Fábricas de Cultura, uma das mais importantes realizações de Andrea Matarazzo como Secretário da Cultura do Goldman e do Alckmin.

Cada Fábrica — hoje são seis delas na cidade e outras quatro em implantação, em áreas de grande carência de serviços — oferece infraestrutura completa e de qualidade para que os jovens aprendam, apreciem e compartilhem atividades como dança, pintura, música, teatro e muitas outras. Já são mais de 1500 alunos frequentando as aulas regulares e cada Fábrica recebe um público de 15 mil pessoas todos os meses.

 

 

As Fábricas são equipamentos importantíssimos, localizados na periferia de São Paulo, oferecendo atividades fundamentais para a nova economia, a economia criativa. Com isso, além do aprendizado formal, abrem-se inúmeras possibilidades de trabalho.