Matarazzo discursa sobre a Virada Cultural


Leia o que disse Andrea Matarazzo sobre a realização da Virada Cultural deste ano.

O SR. ANDREA MATARAZZO (PSD) – Queria completar, comentar a fala do nosso nobre Líder do Governo, Vereador Arselino Tatto, e comentar com S.Exa. que, como um amigo meu muito querido costuma dizer, “papel aceita qualquer coisa”, e, realmente, a gente vê que aceita.

Vou começar pela Virada Cultural, já que meu amigo Vereador Nabil Bonduki está aqui, e escreveu um artigo interessante criticando a gestão anterior sobre a Virada. Ele disse que a gestão anterior criou a Virada Cultural – e é verdade – mas disse, porém, que a gestão é higienista, o que achei injusto e desnecessário porque quem cuidou da população de baixa renda na Cidade, principalmente, da população de rua, foi a gestão anterior e não esta que largou a população de rua à própria sorte.

A Virada Cultural – a gente viu, até pelo artigo do Vereador Nabil Bonduki – virou um monte de pequenas atrações que existem e já existiam na Cidade toda. Foram encampadas pela Prefeitura e chamadas de Virada Cultural. Com o orçamento reduzido, ela não aconteceu. Virou um palco de protestos contra o Governo, um palco de tentativa de impeachment do atual Presidente.

Com relação aos dados do Sr. Vereador Arselino Tatto sobre o estadista Fernando Haddad, vamos fazer um balanço aqui. O Arco do Futuro: cadê o Arco do Futuro? Nem como Arco do Triunfo, nós costumamos falar, porque não saiu do papel nem dava para sair.

Dos 20 CEUs prometidos, o único entregue foi o CEU de Heliópolis, com projeto de Rui Otake, começado e quase concluído na gestão do Prefeito Kassab.

A saúde: a gente sabe que você tenta marcar uma consulta hoje com um pediatra, e, quando é atendido, você já precisará de um geriatra. Tal é a demora de espera para se encontrar um médico hoje na Cidade. Não há médicos. Aliás, o Secretário Padilha continua na Prefeitura, Vereador Eduardo Tuma? (Pausa) Não sei. Está lá? É. Mas, desaparecido. Escondido da sociedade.

O Vereador Arselino Tatto disse que foram cinco hospitais prometidos, mas até agora, estão no gerúndio “estamos fazendo”, como tudo, “estamos fazendo”, sempre no gerúndio. Eu espero que o Hospital de Parelheiros saia do papel, mas espero também que coloquem acomodações para que os médicos possam ficar lá e atender no hospital.

Na questão da PPP de iluminação: uma das “n” licitações que não saíram do papel. Vereador Eduardo Tuma, todos nós sabemos que o PT não é fã de licitação. Porém, a incapacidade da gestão fez com que a licitação da PPP – como se chama o Secretário que deveria cuidar disso? O Sr. Simão Pedro, não é? Já não é mais – nunca percebi que o foi inclusive –, mas o Sr. Simão Pedro falou que ia iluminar a Cidade inteira. Até agora, o que eu vi foi aquela demonstração na Av. 23 de Maio e nada mais. Ah, era iluminação de Natal, Vereadora Patrícia Bezerra? Pois é.

Agora o que nós vimos? Corredores de Trânsito: outra licitação encalhada no Tribunal de Contas, mais uma. Dos 150 quilômetros, essa gestão do estadista entregou, até agora, 30 quilômetros de corredores.

Essa é a grande gestão do Prefeito Haddad. Agora o que tem feito mesmo – e bateram recordes – foram aplicar multas. Multas que são aplicadas através de pegadinhas, como aquela na Ponte das Bandeiras. Tem um monte de horários e quando se chega ao último, não se sabe se já passou o acesso ou se se entrou no acesso, mas o que você pode ter certeza é de que foi multado.

A fiscalização da Lei Cidade Limpa não existe mais. Ao contrário, a Cidade está toda emporcalhada de cartazes sem nenhum controle da Prefeitura. Aliás, a Prefeitura como um todo perdeu o controle, até porque faz três anos e meio que não tem Prefeito.

Muito obrigado, Sr. Presidente.