O foco precisa ser a vida dos munícipes


Esta semana foi noticiado pela imprensa que a gestão Haddad não conseguirá cumprir a meta de entregar 243 novas creches para a população de São Paulo.

No mesmo dia, o prefeito Fernando Haddad apressou-se em dizer que a culpa não é dele, e sim do PSDB que barrou o reajuste do IPTU. Isso é mentira! Primeiro porque quem também entrou com ação judicial contra o IPTU foi o PMDB, partido de sua base de apoio. Obviamente o PSDB também lutou contra esse aumento extorsivo de impostos. Por outro lado, o governador Geraldo Alckmin destinou ao município R$80 milhões para a construção de novas unidades. Ele não vai deixar de entregar o que prometeu por falta de recursos, mas por má gestão.

Mas o que mais me impressiona é a vontade de Haddad de politizar uma discussão como esta. A educação foi sua principal bandeira de campanha. Como ele já foi Ministro da Educação, este seria mesmo um movimento natural. Com isso angariou muitos votos. E agora, ao invés de se preocupar com as mães que não têm onde deixar os filhos porque as creches estão lotadas, ele prefere dizer que a culpa é do PSDB.

Está tramitando na Câmara meu projeto de lei que dá à Prefeitura a possibilidade de autorizar a instalação de creches em terrenos ou edifícios que não possuem alvará, desde que haja especificações técnicas e de higiene adequadas e comprovação de segurança do imóvel. Fiz esse projeto pensando em viabilizar a instalação de mais creches em periferias e regiões carentes.

Acredito que políticos precisam trabalhar assim, pensando no que pode ser feito para melhorar a vida dos cidadãos. Prometer é fácil e muitas vezes ajuda um político a se eleger. Mas quando as promessas não são cumpridas, as pessoas que mais precisam são as maiores prejudicadas.