O prefeito sumiu!


Cada vez que precisamos de uma ação efetiva do prefeito Fernando Haddad tenho a impressão de que ele desapareceu de São Paulo.

Esta semana tivemos duas tragédias que ilustram bem o que eu digo. Duas pessoas morreram em decorrência de enchentes na zona Leste, uma no Itaim Paulista e outra no Jardim Lapenna. As enchentes foram causadas porque os córregos e piscinões não são limpos. As ruas também ficaram cheias de água por falta de operações catabagulhos e de limpeza dos sistemas de drenagem.

Além das vítimas fatais, outras pessoas tiveram suas casas invadidas pela água e perderam móveis e eletrodomésticos. Em uma situação como esta, o que esperar do prefeito de São Paulo? Na minha visão, o mínimo que ele deveria fazer é ir até os bairros, ver de perto o problema e se prontificar a resolvê-lo. Ele também deveria dar apoio às famílias das vítimas e a quem teve sua casa invadida pela água.

Mas não foi o que aconteceu. Fernando Haddad sumiu deixando a população que o elegeu sem nenhuma resposta aos problemas causados pela chuva e muito menos deu uma palavra de consolo para quem perdeu seu ente querido. É como sempre digo, o prefeito precisa sair do gabinete, estar presente nos bairros e conviver com as pessoas. Só assim ele terá uma visão real da atual situação de São Paulo.