Pesquisa sobre Mobilidade Urbana em São Paulo


Na semana da mobilidade a Rede Nossa SP e o Ibope lançaram a sétima pesquisa sobre mobilidade urbana na cidade de São Paulo. Foram entrevistadas 805 pessoas de todas as regiões da cidade entre 20 e 27 de agosto, com idades entre 16 e 55. Vejam que interessantes alguns dos dados: 

54% dos paulistanos declaram se locomover diariamente à pé.

Entre 2012-2013 cresceu de 26 para 29% o número de pessoas que se locomovem exclusivamente à pé (não utiliza outros meios de transporte no dia-a-dia)

Porém, as queixas sobre calçadas figuram entre as mais importantes reivindicações dos paulistanos:

Calçada é a via pública do pedestre, assim como a ciclovia é a via dos ciclistas, as ruas são as vias dos automóveis e os corredores são as vias dos ônibus. A única maneira de termos calçadas acessíveis e padronizadas é transferir a responsabilidade integral sobre as calçadas para a Prefeitura. A legislação atual, que atribui o ônus aos proprietários dos imóveis, não funciona. A questão vai além da discussão de multas. Estamos falando de mobilidade urbana. Conheça meu Projeto de lei Calçadas para Todos. Continuo insistindo que calçada é o meio de transporte mais democrático!